O presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu na noite deste domingo (5) a aprovação da reforma da Previdência como maneira de tirar União, estados e municípios de uma situação financeira crítica. 
Em entrevista com tom bem-humorado ao apresentador Silvio Santos, do SBT/Alterosa, o presidente afirmou que o Brasil não tem dinheiro para obras públicas, como duplicação de rodovias, e defendeu o aumento no limite tolerado de pontos na carteira de motorista e a retirada de radares das rodovias federais. 

“Temos um gasto de R$ 750 bilhões por ano com o pagamento de aposentadorias e a diferença aumenta cada vez mais, porque nós estamos vivendo mais. Temos alguns estados em que falta dinheiro para pagar os servidores ativos. No Rio de Janeiro, por exemplo, faltou dinheiro para pagar o 13º salário e nos municípios a situação é crítica também”, disse o presidente. 

Bolsonaro falou sobre demandas apresentadas nos estados, como a obra na rodovia 163, que na região do Amazonas está em péssimas condições, e que não podem ser atendidas pelo governo federal. 



Por: Fala-PB