A noticia em tempo Real
bns

Polícia Civil da Paraíba suspende registro de ocorrências simples em delegacias

A Polícia Civil suspendeu o registro presencial em delegacias de ocorrências simples, que não tiverem uso de violência. A medida foi divulgada na dessa quarta-feira (18) em portaria ajustando serviços prestados por servidores e delegacias para prevenir a contaminação pelo novo coronavírus.

Com isso, perdas e extravios de objetos e documentos, acidentes de trânsito sem vítima e furtos somente serão registrados pelo site www.delegaciaonline.pb.gov.br

Esse serviço será ampliado a partir de segunda-feira (23), quando ocorrências de qualquer natureza também passarão a ser registradas virtualmente, desde que não sejam urgentes .

No entanto, as ações que necessitam da rápida intervenção da polícia continuarão sendo atendidas normalmente pelas delegacias físicas.

Estão nessa lista os casos de morte e que necessitem da remoção de cadáveres, de violência doméstica e de crimes contra crianças e adolescentes, estupros , cárcere privado , sequestros , roubo e furto de veículos, cumprimento de ordens judiciais e prisões em flagrante delito ou apreensão de adolescentes infratores.

A portaria ainda proíbe viagem a trabalho de policiais para áreas com risco de contaminação da doença e orienta também que o servidor fique 14 dias em casa, após voltar de viagem particular feita a algum local afetado pela pandemia.

A portaria ainda recomenda que policiais com gripe ou resfriado não transitem nas instalações da PC. Servidores que tenham 60 anos de idade ou doenças crônicas poderão trabalhar de casa ou compensar os horários posteriormente.

Chefes de setores estão autorizados a fazer escalas para reduzir a quantidade de servidores nas unidades policiais sem prejudicar os trabalhos.

Cursos, treinamentos e qualquer evento de aglomeração de pessoas estão proibidos e janelas dos veículos e salas devem permanecer abertas para aumentar a circulação do ar.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil da Paraíba, Isaías Gualberto, as normas estão alinhadas com o decreto publicado pelo Governo da Paraíba, divulgado nesta semana com objetivo de inibir a proliferação de pandemia no Estado.

MAISPB

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.