Luz Solar do Sertão
Rapel

Rapel proporciona inclusão social no Agreste paraibano

Roteiro dos encontros de rapel incluem pôr do sol na Pedra do Touro, atividades esportivas pela Pedra do Bico, Pedra do Vento e Pedra do Soldado

01/12/2019 18h45
Por: Redação
Fonte: portal correio
14

Uma equipe de profissionais de esportes radicais vem promovendo ações culturais de inclusão social no turismo de aventura no município de Queimadas, Agreste paraibano, a 146 quilômetros de João Pessoa.

 

Uma das ações, o ‘Rapel com Tato’, proporciona a emoção do rapel a deficientes visuais. A ação é feita em parceria com o Instituto dos Cegos de Campina Grande. Já o ‘Rapel Educativo’ é promovido em em parceria com a Escola Municipal de Ensino Fundamental Carlos Ernesto.

 

O projeto faz parte de uma série de atividades que estão sendo desenvolvidas na escola, criando um processo que envolve e desperta no aluno o desejo de buscar cada vez mais a educação, testando os seus limites em busca de novos desafios.

 

Além do suporte técnico especializado para auxiliar na prática do rapel e de profissionais qualificados, são escolhidos pontos turísticos da cidade com base nas medidas de segurança necessárias. A Pedra do Vento, por exemplo, tem pouco mais de 30 metros de altura e seu formato geológico é o indicado para iniciantes no esporte.

 

O roteiro dos encontros de rapel também incluem o pôr do sol na Pedra do Touro, atividades esportivas pela Pedra do Bico, Pedra do Vento e Pedra do Soldado.

 

“O rapel representa em nossas vidas mais do que esporte e lazer. Posso até mesmo resumir em uma só palavra: terapia. Para quem tem algumas doenças como ansiedade estresse, depressão, etc, a prática de esportes radicais é um grande aliado ao tratamento”, disse o idealizador do Equipe Rapel Queimadas, Vando Lopes

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias