Quinta, 02 de Dezembro de 2021
35°

Poucas nuvens

Riacho dos Cavalos - PB

Saúde Ato de desespero

Mães se acorrentam por tratamento de filhos com Transtorno do Espectro Autista, na Paraíba

O TJPB vai realizar o julgamento que vai definir a cobertura pelos planos de saúde em relação ao tratamento prescrito às pessoas com essa condição.

10/11/2021 às 06h25
Por: Danilo Almeida Fonte: Notícia Paraíba
Compartilhe:
Mães se acorrentam por tratamento de filhos com Transtorno do Espectro Autista, na Paraíba

Mães de pessoas com Transtorno do Espectro Autista estão fazendo um protesto na frente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), em João Pessoa, tentando chamar atenção das autoridades sobre o julgamento que vai definir a cobertura pelos planos de saúde em relação ao tratamento prescrito às pessoas com essa condição.

 

O julgamento acontece nesta quarta-feira (9), e caso o TJPB vote favorável para que a lista seja taxativa, pais que necessitam fazer uma série de tratamentos complementares com os autistas vão precisar desembolsar esse dinheiro por fora do plano de saúde e terão que gastar bem mais.

 

Em ato de total desespero e apreensão, algumas mães se acorrentaram na frente do Tribunal e segundo elas, a ação é para sensibilizar as autoridades e sociedade civil sobre a situação.

 

O Notícia Paraíba conversou com Priscila Oliveira, representante do Movimento Pais de Autistas da Paraíba. Segundo ela, a decisão 

 

Nós que somos mães de crianças autistas já estamos protestando desde que soubemos desse julgamento. Mas, infelizmente, as pessoas parece que só acordam quando a gente chega no extremismo e por isso decidimos nos acorrentar. Esse tratamento é indispensável para que nossos filhos possam continuar vivendo. E estamos aqui implorando para que haja sensibilidade nesse caso”, destacou.

 

O Notícia Paraíba também entrou em contato com a assessoria do Tribunal de Justiça da Paraíba e fomos informados que o órgão não irá se pronunciar sobre o caso e que o processo está na pauta desta quarta e deverá ser julgado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias