Quarta, 04 de Agosto de 2021
83 9 9690-1026
Saúde PARAIBA

PB autoriza uso de reserva da AstraZeneca para ampliar cobertura da 1ª dose contra variante delta

PB autoriza uso de reserva da AstraZeneca para ampliar cobertura da 1ª dose contra variante delta

15/07/2021 15h14
Por: Danilo Almeida
PB autoriza uso de reserva da AstraZeneca para ampliar cobertura da 1ª dose contra variante delta

O Comitê Intergestor Bipartite (CIB) da Paraíba, órgão responsável pelas resoluções sobre o Plano Nacional de Imunização (PNI) no estado, aprovou nesta quinta-feira (15) que sejam utilizados como primeira dose (D1) os imunizantes da AstraZeneca que estão armazenados para segunda dose (D2).

A reunião extraordinária aconteceu pela internet e foi destinada a debater as ações estratégicas para evitar a disseminação da variante Delta da Covid-19 no estado. De acordo com o secretário de saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, aumentar o número de pessoas imunizadas com a primeira dose pode trazer um resultado melhor do que reduzir o tempo de vacinação entre a primeira e segunda dose para menos pessoas.

Geraldo explicou que ficou convencido de que a antecipação era melhor após estudos da Fiocruz mostrarem a eficácia de 71% após a primeira dose e 92% após a segunda, para hospitalizações e casos graves.

“Com a certeza de que com uma dose só já se tem a proteção para não morrer e não ir para o hospital, com imunização de 71 a 76%, essa é uma opção boa. Do ponto de vista médico, de tudo que eu já li durante a pandemia, nós vamos ser vanguarda no país e tomar uma atitude diferente do que a de outros estados”, disse Geraldo.

No caso, os municípios não podem utilizar como D1 as doses D2 que já estão nas cidades e sim devem aguardar a distribuição das doses que estão armazenadas na rede de frios da Secretaria de Estado da Saúde para esse avanço.

Segundo o CIB, existem atualmente 189.360 doses D2 na rede de frios, que vão ser distribuídas para uso como D1 a partir desta sexta-feira (16). Também estão previstas a chegada, na sexta, de 77 mil doses da AstraZeneca, também para serem usadas como D1. Ainda há a previsão de envio de mais 91.080 doses para o mesmo fim.

Estas doses devem ser usadas para ampliar a cobertura de vacinação das pessoas a partir de 18 anos e sem comorbidades. Cada município segue um calendário próprio, mas em geral a aplicação é feita por idade, de forma regressiva.

Em João Pessoa, a previsão é de que essas doses sejam usadas para vacinar as pessoas com 35 anos ou mais, podendo se estender para o público de 33 anos, dependendo do quantitativo que estiver disponível. A previsão do secretário de saúde da capital é de atingir com a primeira dose pelo menos 70% da população adulta.

“Não tenho dúvida que será um marco, nos distinguindo dos demais estados. Com a chegada da variante Delta encontrando o cidadão paraibano mais protegido”, comentou Geraldo Medeiros.

O CIB também explicou que haverá uma divulgação maciça para que as pessoas ainda assim tomem a segunda dose, quando chegar o prazo. A comissão também disse que a população não precisa se preocupar sobre o risco de faltar a segunda dose pois já há um cronograma que assegura essa nova logística.

G1 PB

Foto: Priscila Nolasco/Futura Press

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias