Segunda, 14 de Junho de 2021
83 9 9690-1026
Brasil Brasil

Secretária defensora da cloroquina diz ser a favor de isolamento social

Conhecida como "Capitã Cloroquina", Mayra Pinheiro também afirmou ser contra imunidade de rebanho para grupos grandes

25/05/2021 16h51
Por: Danilo Almeida Fonte: R7 - Gabriel Croquer, do R7
Secretária defendeu que a tese de contaminar população nunca foi seguida no ministério - (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado - 25.05.2021)
Secretária defendeu que a tese de contaminar população nunca foi seguida no ministério - (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado - 25.05.2021)

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, afirmou nesta terça-feira (25), à CPI da Covid, que é a favor de medidas preventivas contra a covid-19, como o isolamento social, utilização de máscaras e a vacinação em massa da população. 

Em resposta ao senador Rogério Carvalho (PT-SE), ela confirmou defender todas as medidas e também negou a defesa da imunidade de rebanho para acabar com a pandemia, mas acrescentou que é contra somente no caso de "grupos populacionais grandes". 

Antes, ela tentou explicar quando defende a tese, ao ser confrontada com vídeos onde no qual ela contestava, em 2020, o fechamento de escolas dizendo que ações de restrição como essas impediram a imunização rápida da população.

"Eu preciso que isso seja contextualizado. O efeito rebanho não pode ser utilizado indistintamente para todos os grupos, porque não é possível que a gente vá prever quanto eu tenho que expor da população para esse benefício, o que vai resultar em muitas mortes", afirmou a secretária, que também é pediatra.

A secretária disse ainda não se lembrar de ter se manifestado a favor da tese de imunidade de rebanho em outras ocasiões e afirmou que o Ministério da Saúde jamais defendeu essa tese.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias