Segunda, 14 de Junho de 2021
83 9 9690-1026
Brasil Brasil

Termina em briga debate sobre uso medicinal da cannabis na Câmara

Comissão que analisa proposta para legalizar o cultivo de cannabis para fins medicinais acabou adiando a votação

18/05/2021 19h27
Por: Danilo Almeida Fonte: R7
Deputado Paulo Teixeira (PT - SP), presidente da comissão - (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Deputado Paulo Teixeira (PT - SP), presidente da comissão - (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Em uma reunião da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (18) para debater sobre comercialização de medicamentos com cannabis, o vice-líder da oposição e presidente da comissão, Paulo Teixeira (PT-SP), foi agredido pelo deputado Diego Garcia (Podemos-PR). Ao não concordar com uma decisão de Teixeira, Garcia partiu em direção ao presidente, puxou o computador do deputado e o empurrou. A votação acabou adiada.

A discussão teve início quando Garcia fez um requerimento para adiar a discussão, mas foi negado. Teixeira fez uma votação geral para que, quem concordasse, se manifestasse. Como não houve manifestações, ele negou o requerimento. Alguns deputados pediram então um votação nominal. No entanto, Teixeira negou a votação.

A discussão se iniciou e Garcia levantou de seu lugar no plenário, foi até a mesa de Teixeira, empurrou seu computador, deu um tapa em seu peito e o empurrou. Logo após, o parlamentar precisou ser acalmado pelos deputados para que a reunião pudesse ser retomada. Os deputados continuaram a discutir por algum tempo, mas sem novas agressões físicas.

"Esse deputado chegou aqui na frente e me deu um murro no peito" disse Teixeira. Diego Garcia então gritou que não deu um murro. Teixeira afirmou então que ia pedir o filme. "Você me empurrou", exclamou o presidente da comissão. Garcia rebateu e disse que "não teve violência".

A matéria em discussão é o PL 399/2015, que torna possível a comercialização de medicamentos que tenham a Cannabis em sua composição. Após mais de cinco horas de debate, a votação foi adiada. O presidente da comissão acatou o pedido do relator, deputado Luciano Ducci (PSB-PR), de mais tempo para uma complementação de voto ao substitutivo apresentado no último dia 10.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias