Sexta, 21 de Janeiro de 2022
31°

Pancada de chuva

Riacho dos Cavalos - PB

Economia Economia

Qual o impacto da taxa de juros a 2,75% ao ano no seu dia a dia?

Segundo especialistas, investimentos em renda fixa voltam a ser atrativos e efeito vai variar conforme modalidade de crédito

19/03/2021 às 02h11
Por: Danilo Almeida Fonte: R7 - Márcia Rodrigues, do R7
Compartilhe:
Nova taxa vai pesar mais no financiamento do carro - (Foto: Divulgação/USP Imagens)
Nova taxa vai pesar mais no financiamento do carro - (Foto: Divulgação/USP Imagens)

A taxa básica de juros (Selic) a 2,75% ao ano deve gerar um efeito pequeno na vida do consumidor, segundo estimativa da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

Na quarta-feira (17) o Copom (Comitê de Política Monetária), do BC (Banco Central), elevou a taxa básica de juros de 2% ao ano para 2,75% depois de sucessivas quedas e manutenções desde 2015.

O efeito é pequeno, segundo Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor executivo da Anefac, porque enquanto a Selic está em 2,75% ao ano, as taxas médias aplicadas no mercado estão em 93% ao ano.

O motivo é simples: hoje os bancos se baseiam nos riscos que o consumidor pode gerar, o conhecido score de crédito, uma espécie de "currículo financeiro" do consumidor.

Assim, as instituições financeiras mantêm taxas de juros de empréstimo e financiamento bem mais altas que a Selic.

Quando a Selic está acima de 8,5%, a caderneta rende 0,5% ao mês mais a mesma taxa referencial.

Com a alta da Selic, a tendência é de que a aplicação volte a ser atrativa.

Ele1 - Criar site de notícias