Ministério da Cidadania anunciou que AUXÍLIO BRASIL terá reanálise de cadastros; Saiba mais - Riacho Notícias
how to make gifs
  Ministério da Cidadania anunciou que AUXÍLIO BRASIL terá reanálise de cadastros; Saiba mais

Ministério da Cidadania anunciou que AUXÍLIO BRASIL terá reanálise de cadastros; Saiba mais

COMPARTILHE

 O Ministério da Cidadania anunciou que o programa de transferência de renda que substitui o Bolsa Família, agora denominado Ajuda Brasil, passará por uma reanálise na base de dados para verificar os beneficiários que possuem dados diferentes. Segundo o órgão, o público-alvo são as famílias com renda diferente da renda declarada no Cadastro Único (CadÚnico).

Além disso, a reanálise também levará em conta outras regras federais, porém, em todas essas regras, será analisada a entrada acima da linha de emancipação (US$ 525) ou da linha de pobreza (US$ 210 BRASIL). Assim, aqueles que tiverem renda familiar acima das linhas mencionadas terão seus benefícios cancelados imediatamente.

Nesse sentido, o Ministério da Cidadania entrou em questão sobre quantas pessoas ultrapassaram o pagamento mínimo do auxílio brasileiro, porém, ainda não há posição oficial sobre esses números.

Três novos públicos estão sendo analisados

Para facilitar a análise, foram criados três novos públicos (4, 5 e 6), todos relacionados às contradições do registro em Auxilio Brasil. Em público 4 há famílias que já foram convocadas, em algum momento, para que seus dados possam ser investigados. Por outro lado, as massas 5 e 6 são aquelas famílias que estão sendo convocadas pela primeira vez este ano.

Segundo o Ministério da Cidadania, os domicílios que estão incluídos na Rede Pública 4 representam a situação mais grave, pois representam uma frequência de inconsistências espaciais em um curto período de tempo e também possuem a mesma associação, sejam elas de benefícios trabalhistas ou previdenciários/assistência, identificadas na primeira análise.

Essas famílias têm uma renda maior do que a especificada para receber auxílio brasileiro, por isso o benefício deve ser abolido. Por outro lado, quem estiver em locais públicos 5, deverá atualizar o cadastro ainda em setembro, caso contrário, seu direito poderá ser bloqueado por dois meses a partir de outubro, e em dezembro, será cancelado.

Finanças Brasil

-
Leia mais notícias em www.riachonoticias.net, siga nossas páginas no Facebook, no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Site Riacho noticias pelo WhatsApp (83) 9 9690-1026.

Pages