Patos já registra cinco mortes por Covid-19; são 40 casos confirmados - Site Riacho noticias
Patos já registra cinco mortes por Covid-19; são 40 casos confirmados

Patos já registra cinco mortes por Covid-19; são 40 casos confirmados

COMPARTILHE
A cidade de Patos já tem 40 casos confirmados de coronavírus, com cinco óbitos, três homens e dual mulheres: Danilo Figueiredo de Andrade, mais conhecido por Danilo da Farmácia, de 36 anos; o engenheiro civil e inspetor do CREA Adriano de Souto Gomes, de 42 anos; a comerciante Vera Lúcia da Costa Vasconcelos, de 40 anos; a aposentada Maria de Fátima Costa, de 67; e o policial civil Edmilson Freitas, de 57 anos.
Veja caso a caso: 
Danilo da Farmácia
Morreu no começo da tarde da terça-feira, 31/03, no Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, onde estava internado há cinco dias o empresário Danilo Figueiredo de Andrade, de 36 anos, residente no Belo Horizonte, em Patos.
A Secretaria de Saúde do Estado confirmou que a morte do empresário patoense foi a primeira na Paraíba por coronavírus. Ele era diabético e asmático, o que o tornou mais vulnerável à doença.
Danilo era proprietário da Farmácia São Sebastião do bairro da Maternidade e em sociedade com o seu irmão André Figueiredo possuía também uma oficina de motocicletas, em Patos.
Moto era uma das suas grandes paixões. Era considerado um dos maiores motociclistas de Patos.
Deixa três filhos: duas meninas, de 14 e 10 anos, e um menino de oito anos.
A morte do jovem empresário abalou  a cidade de Patos. Era muito conhecido, tinha muitos amigos e muitas são as mensagens de solidariedade à família.
Adriano de Souto Gomes
O quinto caso confirmado de coronavírus em Patos, e o segundo óbito, foi do engenheiro civil e inspetor do CREA Adriano de Souto Gomes, de 42 anos, que residia no bairro do Salgadinho.
Adriano descobriu uma leucemia há cerca de 22 dias e estava internado no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa.
Ele morreu na segunda-feira, 13, apresentando todos os sintomas do Covid-19 e, na quinta-feira, 16, a Secretaria Estadual de saúde confirmou que os exames deram positivo.
Adriano era casado e deixa um filho de um ano de idade. Foi sepultado no Parque das Acácias, em João Pessoa.
Ele estava em João Pessoa há cerca de 22 dias, onde certamente foi infectado pelo Covid-19, pois só apresentou os sintomas dias depois de seu internamento para se tratar do câncer no Napoleão Laureano.
A morte dele repercutiu muito em Patos, onde era muito conhecido.
 Vera Lúcia da Costa Vasconcelos
Faleceu por volta das 8 horas da manhã da terça-feira, 28/04, no Complexo Hospitalar Patoense, de insuficiência respiratória, a senhora Vera Lúcia da Costa Vasconcelos, de 40 anos, residente no Monte Castelo, em Patos.
Ela já enfrentava problemas de saúde. Era diabética.
Dona Vera vendia frutas e verduras no mercado de Patos e era viúva há apenas dez meses. Seu marido, o também comerciante de verduras José Cleudo, conhecido como Doutor de Ronaldo, morreu de infarto aos 39 anos em junho do ano passado.
Deixou quatro filhos: Bruno, Bruna, Bianca e Ronaldo).
No dia em que ela faleceu, familiares disseram para o portal Folha Patoense que foram feitos dois testes rápidos para Covid-19 e ambos deram negativo, de forma que ficaram intrigados com a Secretaria Estadual de Saúde quando ela divulgou, no dia 30/04, dois dias depois, que os testes dela deram positivo para Covid. “Queremos saber direito essa história junto ao Hospital de Patos porque foi nos informado que dois testes rápidos dela deram negativos, mas depois surgiu a informação de que ela morreu de Covid-19“, disse uma irmã.
Dada as novas regras estabelecidas em decreto para velórios e sepultamento, em Patos,  nesses tempos de pandemia de coronavírus, não houve velório. A comerciante foi sepultada às 12h30min da terça-feira, no Cemitério Santo Antônio, no Monte Castelo, em Patos.
Maria de Fátima Costa
Na tarde da sexta-feira, 01/05, faleceu no Complexo Hospitalar Regional Patoense, a senhora Maria de Fátima Costa, de 67 anos, residente na Rua do Meio, na Liberdade, em Patos.
Havia suspeita de que ela estivesse com Covid-19 e não houve velório. Foi sepultada no fim da tarde do dia em que faleceu, no Cemitério São Miguel, no Belo Horizonte.
Ela sofria de hipertensão e nos últimos dias vinha enfrentando muitos problemas de saúde, com constantes idas à UPA do Campo da Liga.
Foram feitos testes para Covid-19. O resultado foi divulgado nesta quarta-feira, 06/05, pela Secretaria Estadual de Saúde, e o resultado foi positivo.
Fátima, como todos a chamavam, era funcionária aposentada da Prefeitura Municipal de Patos. Quando se aposentou passou a trabalhar comercializando fogos de artifício. Deixou quatro filhos.
Edmilson Freitas
O policial civil Edmilson Freitas, de 57 anos, de Patos, que estava internado há cerca de cinco dias no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, não resistiu e morreu no começo da tarde desta quarta-feira, 06/05, vítima de complicações decorrentes da Covid-19.
Era muito conhecido em Patos e a notícia repercute muito nas redes sociais. Deixou três filhos.


FOLHA PATOENSE
Leia mais notícias em www.riachonoticias.net, siga nossas páginas no Facebook, no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Site Riacho noticias pelo WhatsApp (83) 9 9690-1026.

Pages