Uma onça-parda, também conhecida como suçuarana, tem sido vista nos sítios do município de Mãe D’água, na região Metropolitana de Patos.
Dois bodes desapareceram recentemente do sítio São José e uma agricultora viu, de longe, o animal arrastando uma de suas cabras.
Os moradores vêm encontrando constantes rastros da onça e recentemente passaram a encontrar rastros menores, o que sugere que ela tenha um filhote.
A onça também foi vista por um agricultor do Sítio Olho D’água Velho, onde também tem sumido alguns caprinos.
Esse tipo de felino é conhecido pelos agricultores como onça-bodeira, eficiente caçadora e que se esconde muito bem da presença humana.
O fotógrafo Jose Nilson Lucena dos Santos, residente em Mãe D’água, confirmou a informação e disse que parentes dele têm visto a onça de longe, circulando na região.
Outro que confirmou a informação foi o Padre Luciano Dias de Morais, que atua no município de Santa Terezinha, e que nas visitas aos agricultores da região, ouviu relatos a respeito do felino.
Fui fotografar as pegadas dela recentemente, mas choveu e os rastros se apagaram, mas os relatos estão acontecendo na zona rural de Mãe D’água”, disse José Nilson.

Morador faz fotos das pegadas

Logo que a reportagem foi publicada Folha Patoense recebeu fotografias feitas por um morador de Mãe D’água no Sítio Alecrim, na propriedade do agricultor Tota Minar, próximo ao sítio da ex-prefeita Margarida Tota.
As imagens foram feitas pelo jovem Clepson Batista de Lucena, filho do dono da propriedade, e são do fim do mês de março. “De março para cá vários rastros da onça foram encontrados na região. No ano passado alguns bodes sumiram do Sítio Alecrim, mas não sabemos se foi a onça, pois ela só começou a ser vista e a ter os seus rastros observados este ano”, disse a jovem Luanna Queiroz, esposa do autor das imagens.
FOLHA PATOENSE