Sexta, 20 de abril de 2018
83 996 901026
Politica

03/04/2018 ás 13h14

207

Danilo Almeida

Riacho dos Cavalos / PB

Fraudes em esquema de corrupção na Prefeitura de Cabedelo movimentaram cerca de R$ 30 milhões
Na operação, foram presos preventivamente 11 pessoas, incluindo o prefeito de Cabedelo Leto Viana (PRP).
Fraudes em esquema de corrupção na Prefeitura de Cabedelo movimentaram cerca de R$ 30 milhões

Na manhã desta terça-feira (3) foi deflagrada no município de Cabedelo, na Grande João Pessoa, a Operação Xeque-Mate, da Polícia Federal (PF) em parceria com o Grupo de Atuação de Operações Especiais (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), que investiga esquemas de corrupção dentro da prefeitura e da Câmara de Vereadores da cidade.


Em entrevista coletiva concedida no final da manhã, o delegado da Polícia Federal Fabiano Emídio de Lucena Martins explicou que, se forem considerados apenas os cargos fantasma, o esquema de corrupção na Prefeitura de Cabedelo movimentou cerca de R$ 3,8 milhões. Já se levar em consideração o valor total fruto de corrupção, esse montante chega a R$ 30 milhões.


A PF também evidenciou que as investigações começaram a partir de uma colaboração premiada do ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino, há cerca de um ano, e estão sendo baseadas no que foi revelado. Todo o processo investigativo ainda prossegue, e os delegados da Polícia Federal destacaram que esse procedimento gerou prejuízos no âmbito criminal e em relação à improbidade administrativa para todos os envolvidos.


Até o final da manhã, a PF apurou que foram recolhidos nas ações desta terça-feira nas residências dos suspeitos cerca de R$ 300 mil em espécie, ao todo, além de objetos de valor como jóias, relógios e os carros de luxo.


Na coletiva de imprensa, o delegado Fabiano de Lucena Martins falou ainda que a operação realizada na casa do empresário Roberto Santiago apenas recolheu documentos relativo a pagamentos, que ainda precisam ser esclarecidos com mais calma. No entanto, foi dito que ele pode ter comprado o mandato de Luceninha, ex-prefeito de Cabedelo, para que tivesse seus interesses pessoais beneficiados.


 


Como fica a Câmara Municipal?


 


Todos os envolvidos na Operação Xeque-Mate vão passar ainda na tarde desta terça-feira (3) por uma audiência de custódia, onde deve ser decidido o futuro daqueles que foram presos preventivamente, ao menos a princípio.


 


Na Câmara Municipal de Cabedelo, cinco vereadores ficaram de fora das investigações, e de acordo com o MPPB, continuam exercendo suas funções normalmente. Cabe a eles a partir de agora aplicar o regimento interno, que é semelhante ao caso de destituição, quando a câmara realiza uma votação e o mais votado assume a presidência. Tudo isso deve ser decidido também ainda hoje, e o escolhido será, ao menos provisoriamente, o responsável pela prefeitura.


 

FONTE: Vitor Feitosa

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium