Candidato a deputado estadual é preso por boca de urna no Cariri





Um candidato a deputado estadual na Paraíba foi detido na manhã deste domingo (7) acusado de crime eleitoral por fazer boca de urna na cidade de Monteiro, no Cariri do estado.

Segundo informações obtidas pelo repórter Klebson Wanderley, correspondente do Portal T5 no Cariri, Daniel Henrique, do Avante, flagrado espalhando santinhos pela rua por fiscais da Justiça Eleitoral e pela Polícia Militar. Ele foi preso e levado para uma delegacia de polícia local para prestar esclarecimentos.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proíbe “o derrame ou anuência com o derrame de material de propaganda no local de votação ou vias próximas em artigo previsto na resolução 23.551/2017”. A lei estabelece que, ainda que o ato seja realizado na véspera da eleição, configura propaganda irregular.

O infrator pode ser multado em até R$ 8 mil por cada ato de propaganda, além de ser obrigado a restaurar a limpeza do local. Se configurado o crime de boca de urna no dia do pleito, quem joga o material gráfico pode ser detido e cumprir pena de 6 meses a um ano, com alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período e multa.

Apesar do caso, a votação no município de Monteiro transcorre de maneira tranquila desde às 8h, mesmo com as longas filas. Na cidade votam 23.932 eleitores e o tempo médio está em torno de 4 minutos.
Filho de prefeito tem carro alvejado

Durante a madrugada deste domingo, o filho do vereador Chuta (PSDB), de Monteiro, teve seu carro alvejado com cinco disparos de arma de fogo quando passava pela zona rural da cidade, de acordo com a Polícia Militar.

Felizmente, nenhum dos ocupantes do veículo se feriu. Um Boletim de Ocorrência foi registrado na delegacia de polícia loca

Nenhum comentário

Redes

fb/https://www.facebook.com/Riachonoticias