EM DESTAQUE

EM DESTAQUE

Delegado diz que acusado utilizou tambor de lavagem para ocultar corpo de companheira. Escute


Em contato com a reportagem da Rádio Espinharas na manhã deste sábado (30), o delegado da Polícia Civil, Ronis Feitosa, trouxe mais detalhes sobre a morte, seguida de ocultação de cadáver da jovem Valéria Ribeiro, fato corrido na quarta-feira (27), mas só revelado nesta sexta (29), após o encontro do cadáver da vítima.
O suspeito confesso do crime, é o companheiro da vítima, de nome Kelvin, que há dez (10) convivia com Valéria, com quem teve uma filha de 5 anos.
Um fato que chamou atenção, nas revelações trazidas pelo delegado Ronis, foi a maneira usada pelo acusado para ocultar, e consequentemente transportar o corpo da vítima até a zona rural de Patos, onde o corpo foi enterrado em uma cova rasa.
Segundo o delegado, Kelvin recebeu a ajuda de um tio, de nome Alan, de quem, teria pegado uma carroça, com um tambor usado para transportar lavagem, e transportando o cadáver da companheira.
Kelvin teria fornecido detalhes ao delgado Ronis, que são revelados nessa entrevista a seguir:
Escute:
Patosonline.com

Nenhum comentário

Redes

fb/https://www.facebook.com/Riachonoticias