EM DESTAQUE

EM DESTAQUE

Com 3 gols de Kane, Inglaterra atropela o Panamá e garante vaga nas oitavas de final

A Inglaterra é mais uma seleção com vaga garantida nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. Pela segunda rodada do Grupo G, o time da Rainha não teve dificuldades para vencer a seleção do Panamá por 6 a 1 neste domingo, em Nizhny Novgorod. Os gols foram marcados por John Stones (duas vezes), Harry Kane (três vezes) e Jesse Lingard. Baloy fez o gol de honra.
Com o resultado, o English Team foi a seis pontos e assumiu a liderança do grupo. A Bélgica possui a mesma quantidade de pontos, saldo de gols e gols marcados, mas perde no quesito Fair Play, já que tomou um cartão amarelo a mais que os britânicos (três a dois, respectivamente). O Panamá, por sua vez, é o lanterna, zerado em termos de pontuação e já eliminado do Mundial.
As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira. Em Saransk, os ingleses lutam pela primeira posição da classificação em confronto direto contra os belgas, no confronto mais aguardado do grupo. Em Kaliningrado, os panamenhos se despedem da Rússia contra a também já eliminada Tunísia, em busca dos primeiros pontos na Copa. Ambas os jogos têm início marcado para as 15h (no horário de Brasília).
Massacre inglês no primeiro tempo
A Inglaterra abriu o placar logo aos oito minutos de jogo, em sua primeira finalização na partida . Em cobrança de escanteio pela direita, Trippier levantou na marca do pênalti e o zagueiro Stones, completamente livre de marcação, apareceu para cabecear e colocar a bola no canto esquerdo, sem chances para o goleiro Penedo.
O Panamá assustou o goleiro Pickford aos 15, com Barcenas, arriscando chute de fora da área. Com a canhota, o meio-campista tentou colocar no canto esquerdo, mas acabou tirando demais e a redona saiu em tiro de meta, passando perto da trave britânica.
Aos 19, a Sterling foi lançado dentro da área e, ao proteger a bola dos zagueiros panamenhos, acabou sofrendo a carga de Escobar. O atacante despencou no ato e o árbitro marcou pênalti a favor dos ingleses. Na cobrança, Harry Kane soltou a bomba com o pé direito, colocou a bola no ângulo esquerdo e aumentou a contagem, chegando ao seu terceiro gol neste Mundial.
O Panamá até tentou manter a posse de bola após o segundo gol, mas as limitações da equipe comandada por Hernán Darío Gomez não permitiram que o bloqueio da Inglaterra, muito bem postada em seu campo de defesa, fosse furado.
English Team, por outro lado, passou a encontrar cada vez mais facilidade para trocar passes no campo de ataque. Aos 35 minutos, Lingard dominou pela esquerda, tabelou com Sterling na entrada da área e emendou um lindo chute com a perna direita. A bola entrou na gaveta de Peneda, que se esticou todo mas não conseguiu espalmar.
O quarto gol veio aos 39. Em jogada ensaiada em falta na intermediária, Trippier cobrou curto para Henderson, que cruzou para a área de primeira. Kane apareceu e cabeceou para o meio, onde Sterling entrava livre para finalizar. O goleiro Penedo até defendeu o chute do atacante, mas nada pôde fazer no rebote, aproveitado por Stones, que só empurrou para dentro.
Antes do intervalo, ainda deu tempo para mais um. Em meio à confusão dentro da área panamenha, em função da cobrança de outro escanteio, Stones foi agarrado de forma irregular pelo lateral Murillo. O juiz viu a infração e assinalou mais uma penalidade para os ingleses. Kane foi para a bola e não perdoou, batendo de forma idêntica à primeira cobrança.
Sorte de artilheiro e primeiro gol do Panamá em Copas do Mundo
A etapa final não começou com o mesmo ritmo do primeiro tempo. Afim de evitar um vexame maior, o Panamá recuou o time no campo de defesa, com duas linhas de cinco à frente da área. Contudo, quando a fase é boa, não há retranca que pare um atacante do nível de Harry Kane.
Aos 16 minutos, o “Furacão” do Tottenham mostrou que artilheiro de verdade faz gol de qualquer jeito. Loftus-Cheek fez boa jogada pela direita, trouxe para o meio e soltou a canhota. No entanto, a bola desviou em Kane no meio do caminho e matou Peneda, entrando no contrapé do arqueiro.
Aos 30 minutos, o Panamá criou sua primeira chance clara no segundo período. Após cruzamento da direita, Arroyo desviou em primeira instância e Torres apareceu para colocar a cabeça. A redonda passou lambendo a trave de Pickford.
Aos 32, porém, a torcida do Panamá enfim pôde comemorar o primeiro gol do país em Copas do Mundo. O gol histórico aconteceu através de cobrança de falta pela esquerda. Avila levantou na área, a zaga da Inglaterra parou e o ex-jogador do Grêmio Baloy apareceu, de carrinho, para mandar para a rede e diminuir o placar para 6 a 1.
GAZETA ESPORTIVA

Nenhum comentário

Redes

fb/https://www.facebook.com/Riachonoticias